No more words

Agora que estou tão distante fisicamente vejo o quanto as coisas poderiam ter sido diferentes. Quando se está longe você pensa porque eu não fui, porque eu não falei, porque eu não abracei, mas em relação a você esse arrependimento comum no ser humano do “porque eu não fiz” em mim nunca bateu. Simplesmente porque eu cheia de falhas e defeitos nessa história tenho a razão por completo. Esses 7 anos desgastados foram resultados de anos anteriores em que guardei a lágrima só para mim e consegui engolir o choro mesmo sendo tão pequena. Esses 7 anos sem sua presença também são resultados de anos anteriores em que você não conseguia se fazer presente mesmo estando ali. As cenas passam na minha cabeça como um filme, e apesar de ser parte do meu passado, as imagens são coloridas e nítidas.

Essa história de que no começo é mais difícil mas depois acostuma-se é real. A ausência de quem nunca se quis fazer presente de um momento para o outro deixa de ser sentida. Ok, de um momento para o outro é mentira. Foram momentos difíceis, foram fotos com um lugar vazio, foram aniversários sem um abraço, a minha formatura, minhas conquistas e claro as minhas perdas. Coisas que nunca ninguém irá conseguir te contar ou te explicar, nem quem sempre opinou mas nunca fez nada.

Mas essa parte do processo de desapego de você, eu me lembro pouco, porque Deus sempre sabe o que faz. Não lembro as noites que mais chorei, nem os dias que mais doeram, mas sei que chorei e doeu, muito. Mas isso faz parte de mim, da minha história e da mulher que me tornei hoje. Sim, mulher.

Lembra daquela menina com uniforme azul e branco e tênis vermelho nos pés? Talvez seja ainda a imagem em sua cabeça, mas ela não existe mais.

Hoje essa menina é adulta. Nos aniversários ela já não espera mais seus cartões, no natal já não espera mais o urso de pelúcia, mas também já não espera mais teu abraço, teu telefonema e muito menos tua presença. E mesmo assim não deixou de ter esperança nas pessoas. Hoje essa menina tem um diploma, uma casa, um marido, muita educação, responsabilidade e personalidade.

E não estou te anulando desse processo de ter me tornado quem eu sou hoje. Não esqueci o que você já fez por mim e nem o que já me ensinou quando era uma criança. Sua ausência machucou mas graças a você eu cresci mais forte, graças a você eu sempre fiz questão de ter opinião própria, e fiz questão de ter uma personalidade tão contrária a tua. Não me importo em olhar no espelho e ver lá os teus traços escarrados na minha cara, porque sei que por dentro somos completamente diferentes um do outro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Diary. Bookmark o link permanente.

2 respostas para No more words

  1. Ana Luíza disse:

    Esse texto mexeu muito comigo, porque vivi algo muito parecido. E dói. A gente sabe que dói. Mas acho que no fim das contas é isso, a gente acostuma. Não é que aconteça de uma hora pra outra. Como você mesma disse, não acontece. É um processo e no final, a gente meio que se acostuma com a falta. Não gosto de admitir isso, mas paciência, é a vida.

    Não vou dizer que fiquei feliz, porque né, jamais desejaria uma coisa dessas pra alguém. Mas é, sei lá, reconfortante talvez, conhecer alguém que também se sente assim.

    beijo ❤

    • Naty disse:

      Linda, que bom q vc gostou! Uma pena q a gente more tão longe pq senão tenho certeza q seriamos grandes amigas ❤
      e a verdade é q qm muito se ausenta deixa de fazer falta, mesmo q seja uma pessoa importante, mas é a triste realidade.
      o importante é saber perdoar não por essas pessoas mas por nós mesmo e ser feliz seguindo em frente, não tem remédio melhor.
      beeeeeeeijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s